O bebê de 11 meses

Delicinha da tia

Características de um bebê de 11 meses

·         Engatinhando, já consegue até subir escadas;
·         Passa a maior parte do tempo em pé. Ela está ansiosa para andar e quer levantar quando está no cadeirão, na banheira, no meio do quarto;
·         Se segurarmos eles pelas mãos, conseguem dar alguns passinhos.
·         Alguns mais apressadinhos já dão os primeiros passinhos;
·         O bebê age intencionalmente, usando o raciocínio. Se seu brinquedo está escondido embaixo da coberta, ele levanta a coberta para pegá-lo;
·         Sua visão e percepção estão apuradas. Se passar uma borboleta ou passarinho por perto, ele olha o bichinho se movimentar. Quando vê um livro colorido, analisa com interesse as figuras, e olha atentamente para desenhos animados na televisão;
·         Quanto ao desenvolvimento da fala, consegue falar cerca de 5 palavras. Sua pronuncia ainda é bastante enrolada e muitas vezes só a mamãe mesmo para conseguir decifrar. Um fato engraçado é que eles repetem a mesma palavra dezenas de vezes seguidas: dá, dá, dá, dá, dá. O pequeno já entende que o som que pronunciam tem um significado. Quando diz “mamã” sabem que está pedindo carinho, comida, colo da mãe;
·         Consegue segurar sozinho a mamadeira e suas brincadeiras são mais coerentes. Não pega apenas o brinquedo para bater com ele no chão. Agora, ele já sabe como usá-lo: empurra o carrinho para frente e para trás, gira a direção, empilha os cubos.

Sugestões de estimulação

·         Os brinquedos coloridos e leves, de várias texturas, estimulam os sentidos da visão, da audição e do tato. Deixe a criança experimentar bonecas de tecido e bichos de pelúcia feitos de materiais atóxicos, que são gostosos de tocar e abraçar;
·         Utilizar livros com ilustrações de objetos familiares como cachorrinhos, bolas, colheres;
·         Quando a criança engatinha ou anda, os brinquedos mais estimulantes e divertidos são os de empurrar e puxar, como um pequeno caminhão, e os brinquedos com peças grandes de montar e desmontar;
·         Brinque com a criança de colocar e tirar objetos de uma caixa e veja como ele participa e se diverte;
·         Esse é o momento de estimular a fala. Toque cantigas de roda e cante para ela.
    - Enquanto troca a fralda ou dá banho no bebê:
  • Siga as orientações dos meses anteriores;
  • Enquanto você leva o bebê para trocar a fralda, anuncie com voz alegre: “Está na hora de trocar a fralda do bebê”. Ao combinar uma nova palavra com a ação, quando for pronunciada sem ser apresentada, terá um significado para ele;
  • Procure a cooperação da criança na hora de vesti-la. Fale com ela enquanto o faz: “levante as pernas”, “sente”, “ponha a mão aqui”, “levante os pés”, etc.
    - Quando alimenta o bebê:
  • A criança deve começar a comer sozinha com a colher. Deixe que vá aprendendo, aproveitando quando lhe der alimentos mais pastosos, purê ou mingau, por exemplo;
  • Peça à criança que lhe dê os objetos que está usando: “me dá a colher”, “me dá o copo”, “me dá a xícara”. Quando lhe der a ordem, mostre o que quer que ela faça;
  • Lembre-se de nomear os alimentos que você lhe serve, procure fazer isto em cada refeição, assim logo ela aprenderá os nomes dos alimentos.
    - Entre as horas de alimentação:
  • Repita as atividades descritas no 9o e 10o meses;
  • Dê-lhe uma bola média para brincar;
  • Embrulhe alguns objetos em papel para que ela os desembrulhe;
  • Faça com que a criança acompanhe o ritmo de uma música do rádio ou que você esteja cantando, batendo palmas ou improvise um tambor com uma colher de pau e uma lata ou panela;
  • Não deixe o bebê muito tempo na cama, no cercado ou no carrinho, pois ele precisa exercitar-se para andar;
  • Faça todo o possível para que a criança dê um passeio no ambiente externo, para que possa sentir o vento, ver as árvores, os passarinhos, etc.;
  • Dê ao bebê folhas de papéis variadas para que ele possa explorar. Evite usar jornal ou papel de seda colorido, pois tendem a soltar tinta. Ele irá examinar os papéis, agitando-os, dando tapinhas e amassando-os, deliciando-se com o ruído produzido e com a sensação que os mesmos oferecem. Vigie para que ele não engula pedaços de papel;
  • Cante com ele repetidas vezes, incluindo, quando possível, o nome dele na letra das canções infantis de que ele mais gosta. Os bebês gostam de ouvir rimas e palavras simples e procurarão acompanhar juntos a canção;
  • O bebê de um ano se envolve numa intensa atividade que combina com seu crescimento físico: ficar em pé, andar, arrastar, rolar, etc. Ele tem uma enorme energia e disposição que muitas vezes resultam em resistência a ir para a cama. Pegue-o no colo por alguns minutos e cante uma música calma, aconchegando-o. Lembre-se que não se deve excitar muito a criança nas horas que antecedem ao seu sono.
Referência: http://www.desenvolvimentodobebe.com.br

1 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Dicas, sugestões, perguntas serão bem vindas. Responderei seu recadinho aqui mesmo.
Se desejar uma resposta por E-mail envie o comentário para fliver5@gmail.com
Lembre-se que você é muito especial para Deus.
Beijos