O bebê de 8 meses


Características de um bebê de 8 meses

  • Alguns bebês começam a engatinhar, ganhando mais independência para se locomover sozinha;
  • O bebê começa a se debruçar em móveis na tentativa de levantar-se;
  • Reconhece seu nome quando é chamado e algumas palavras constantemente repetidas em seu cotidiano;
  • Balbucia sílabas e testa sua voz e os sons que produz, dando diferentes entonações;
  • Participa ativamente das brincadeiras propostas, trocando sinais com os adultos e demonstrando diferentes reações às provocações;
  • Começa a imitar gestos;
  • Quer morder tudo, até as pessoas, usa as mãos de todas as maneiras, inclusive para puxar os cabelos da mamãe, mas como uma forma de carinho, para experimentar.

Sugestões de estimulação

  • Se esconder atrás de uma fralda para que o bebê tire-a para ver seu rosto;
  • Fazer caretas e sons para a criança imitar;
  • Bater palmas;
  • Brincar de pegar e soltar objetos;
  • Utilizar brinquedos para martelar, empilhar e desmontar;
  • Colocar o bebê em frente a um espelho e observar sua reação diante sua imagem

Entre as horas de alimentação:
  • Oferecer para a criança uma caixa com variedade de brinquedos. Não precisam ser, necessariamente, brinquedos. Alguns objetos têm a mesma utilidade: latas, caixas, potes de plástico, roupas, objetos que provocam ruídos diferentes, objetos de cores diferentes (vermelho, verde, amarelo, azul), objetos de vários materiais (leves, ásperos, duros, moles, peludos), etc.;
  • Dê ao bebê objetos que possa colocar uns dentro dos outros (não dê objetos que a criança possa engolir);
  • Faça alguns furos em uma caixa de sapatos. Feche a caixa. A criança poderá colocar vários objetos dentro da caixa através dos furos;
  • Leve a criança para passear por outros ambientes, como por exemplo, cozinha, pátio, etc., assim ela terá oportunidade de ver outras pessoas, coisas novas, ouvir ruídos diferentes, tomar ar fresco, sentir odores, etc.;
  • Cante para ela, acompanhando a canção com gestos que possa imitar, bater palmas, levantar as mãos, dar adeus, etc.
   Enquanto troca a fralda ou dá banho no bebê:

  • Repita os exercícios anteriores;
  • Faz bem à criança ficar nua ou com pouca roupa, de 3 a 5 minutos, para poder se movimentar, bater com as pernas, rolar em cima da cama, sentar, deitar, dar voltas por seus próprios meios, etc.;
  • Diga sempre o nome das partes do corpo as quais vai tocando. Quando tocar a mão, diga, “mão”, quando tocar o pé, diga “pé”, e assim por diante;
  • Coloque alguns objetos na água do banho para que a criança brinque com eles (potes de plástico, rolhas, tampas, esponjas, etc).
   
Quando alimenta o bebê:
  • Dê pedaços de comida na mão da criança para que ela possa levá-los à boca;
  • Ofereça-lhe a colher para que vá aprendendo a utilizá-la aceitando a sua maneira própria de fazer isto;
  • Nomeie os alimentos e objetos durante o momento em que o bebê se alimenta, sempre estabelecendo uma comunicação afetiva com ele. Por exemplo:
- O que o bebê vai comer? 
- Ah! O bebê vai comer o pão. 
- Vamos pegar a colher? 
- Olha que bonito, o bebê está comendo sozinho.
  • Embora ele não possa repetir o que você diz, irá se familiarizando, desde  cedo com o nome das coisas;
  • Procure fazer com que o momento em que a criança se alimenta seja tranqüilo. Se você estiver nervosa ou apressada, ela perceberá, ficará nervosa e não comerá bem.

Dica para os pais: O importante na educação do bebê é que os pais saibam respeitar os filhos. O correto é que digam “não” olhando nos olhos da criança, retirem o objeto inadequado da mão do filho, fale com a voz firme e sem berrar. Só assim a criança vai aprender a respeitar e obedecer aos pais.


Fonte:http://www.desenvolvimentodobebe.com.br




0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Dicas, sugestões, perguntas serão bem vindas. Responderei seu recadinho aqui mesmo.
Se desejar uma resposta por E-mail envie o comentário para fliver5@gmail.com
Lembre-se que você é muito especial para Deus.
Beijos