Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

O Deus desconhecido

Atos 17: 15-25



Paulo passava por Atenas, vendo a idolatria e a corrupção moral o seu espírito se comovia. Vendo o povo perdido e carente de salvação, uma atitude de ira contra o pecado e a imoralidade deve ser comum a todos que tem o Espírito Santo. Ali eram adorados todos os tipos de deuses, adoravam tantos deuses que para não correrem o risco de se esquecerem de adorar algum deles, fizeram também um altar ao Deus desconhecido.
Paulo cheio do Espírito Santo anunciando a Jesus Cristo e o evangelho, foi confrontado pelos atenienses sobre o Deus que Ele estava pregando, eles diziam assim: “Quem é esse paroleiro no nosso meio falando de certo Jesus que ressurgiu dos mortos, este Deus nós não conhecemos”, ao que Paulo, usando de estratégia, respondeu a eles “ O Deus desconhecido que vocês estão adorando, este é o Deus que vos anuncio”.
O Deus que abriu o mar vermelho, que fechou a boca dos leões, que esteve com Sadraque, Mesaque e Abdenego na fornalha de fogo. O Deus de Abraão, Isaque e Jacó…

A porta estreita conduz a vida eterna

Graça e paz!!

Imagine você caminhando por aí e eis que aparecem duas portas na sua frente, uma estreita e outra larga. Você precisa tomar uma decisão, você só pode escolher uma das duas. Assim é nossa vida, temos uma escolha importante para fazer.


Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Mateus 7: 13,14.
Deus nos deu o livre arbítrio, nos orientou e nos mostrou qual o caminho conduz a vida e qual deles nos leva a morte.

A porta larga nos leva a derrota, por trás dessa porta tudo parece bom, tudo pode: fumar, beber, adulterar, prostituir, servir vários deuses, matar, odiar, negar a Cristo, essa porta conduz ao inferno, lugar super lotado, pois já foi preparado para o satanás e seus demônios. Satanás tenta a todo custo levar as criaturas de Deus a escolherem essa porta, foi assim que ele fez no céu se rebela…

Deus da provisão - Parte 2

Graça e paz! Hoje, dando continuidade a nossa leitura de 2 Reis, o capítulo 4 do verso 8 em diante pudemos ver outro milagre de Deus na vida de uma mulher sunamita, ao contrário da primeira viúva que falamos anteriormente, essa mulher era muito rica. Deus não olha as condições sociais das pessoas, mas sim um coração quebrantando e aberto para receber a porção dele, um coração convertido e contrito. 
Essa mulher tinha tudo, mas algo lhe faltava: um filho. Certa ocasião passava por ali O profeta de Deus chamado Eliseu e a sunamita o hospedou com muita hospitalidade e cuidado. Eliseu ficou tão grato que vendo que ela não tinha filhos orou ao Senhor para que a abençoasse e lhe desse um filho, filho este que trouxe muita alegria para a sua vida, no entanto ela o perdeu. Essa mulher passou por uma grande prova. 
Primeira situação: ela foi abençoada com um filho;  Segunda situação: Deus permitiu que esse filho morresse;  Terceira situação: Deus restaurou a vida da criança quando ele exerceu su…

Deus da provisão - Parte 1

Graça e paz!!! Em tempos difíceis como estes que vivemos, encontrei na Bíblia em 2º reis 4 de 1 a 7 a narrativa de uma mulher muito pobre. Seu marido morreu e deixou uma dívida com os credores.Os credores vieram buscar seus filhos para serem escravos para pagar a dívida. A mulher recorreu ao profeta Eliseu e contou-lhe sua queixa.

''O que eu posso fazer por você?'' perguntou Eliseu. ''Diga-me, o que você tem em casa.'' E ela respondeu: ''Não tenho nada, a não ser ser uma vasilha de azeite!''
''Então vá a todos os vizinhos e amigos, e peça que lhe emprestem muitas vasilhas vazias!'' disse o profeta.''Depois entre em sua casa com seu filhos e feche a porta. Derrame aquele azeite que a senhora tem em cada vasilha vazia, e vá colocando de lado as que já estiverem cheias!'' Então ela voltou, com os seus filhos, pegou sua vasilha de azeite e começou a encher as vasilhas vazias que os filhos iam trazendo uma a uma, e e…