Pular para o conteúdo principal

O Bebê de 4 meses



Características de um bebê de quatro meses


·        Quando de bruços, consegue levantar a cabeça e os ombros apoiando nos braços;
·        Consegue se manter sentado com apoio por alguns segundos;
·        Descobre a função e o movimento dos dedos colocando-os na boca e segurando as coisas;
·        Observa o movimento dos dedos;
·        Consegue distinguir duas cores;
·        Memória com duração de 5 a 7 segundos o que faz com que ele se divirta com brincadeiras repetitivas
·        Reagem quando é chamado pelo nome virando a cabeça;
·        Demonstra interesse por determinado brinquedo;
·        Para de chorar ao ver mamadeira ou peito;
·        Tosse para chamar atenção;
·        Se expressa com sílabas e gritos fortes;
·        Surge a gargalhada.




Sugestões de estimulação


·        Debruçar no berço e provocar o bebê com gestos, caretas, objetos e sumir de repente. Ele irá desaprovar a interrupção da brincadeira fazendo bicos, gritando ou até chorando.
·        O bebê não quer mais ficar na cama o tempo inteiro, é hora de colocá-lo no bebê conforto para observar o ambiente;
·        Ofereça objetos interessantes que emitam sons para que ele possa segurar ou tocar.
·        Deixa-lo brincar livremente no chão sobre tapetes emborrachados, deixando-o de bruços por alguns minutos para que ele faça o exercício de sustentar a cabeça se apoiando nos braços;
·        Utilizar brinquedos pendurados e deixar o bebê deitado para tocar com os pés e as mãos;
·        Utilizar também as estimulações do mês anterior:
    • Conversar com ele mostrando os objetos que estão ao ser redor;
    • Cantar para ele;
    • Oferecer chocalhos e guizos para ele movimentar;
    • Músicas de CD bem suaves;
    • Móbiles no berço;
    • Aproveitar a hora do banho utilizando brinquedos flutuantes como patinhos de borracha, cantar, movimentar a água.
Mais estímulos

    - Enquanto troca a fralda ou dá banho no bebê:
  • Mova as pernas do bebê como se ele estivesse andando de bicicleta;
  • Faça a criança sentar, segurando as suas mãozinhas, trazendo a cabeça junto com o corpo, isto é, não deixando a cabeça cair para trás;
  • Converse com a criança sobre a atividade que é feita com ela naquele momento;
  • Faça com que o banho seja agradável para ela. Segure-a com firmeza em diversas posições, deixando-a explorar o que seu corpo pode fazer dentro da água e estimulando-a a fazer movimentos com as pernas e bracinhos na água.
    - Entre as horas de alimentação:
  • Quando a criança ficar sozinha, você deve colocar várias coisas perto para ela se entreter. Amarre um ou dois objetos na cama com um barbante. Deixe objetos que a criança possa pegar, morder e chupar;
  • Mude o bebê de lugar quando possível. Se ele já se apóia bem nas costas, deixe-o recostado durante alguns minutos. Assim ele vai olhar diversas coisas;
  • Ligue aparelho sonoro como rádio, vitrola ou gravador, com música e falas suaves e em volume adequado;
  • Forre o chão com uma colcha, lençol ou cobertor. Coloque o bebê em cima, junto com algum objeto que ele goste, e deixe-o mover-se livremente;
  • Ponha a criança em frente a um espelho, durante um tempo curto, para que se olhe;
  • Ponha uma fralda no rosto do bebê para que ele a tire. Você também pode esconder seu rosto ou se esconder atrás de algo.
    - Quando alimenta o bebê:
  • O bebê também sente fome de carinho. Aproveite os momentos  em que ele se alimenta para:
  • Sorrir-lhe;
  • Falar-lhe. Quando falar com o bebê seja expressiva, embora ele não entenda as palavras, irá aprender que a gente fala diferente quando está alegre, cansada, triste. E irá também aprender que as palavras servem para transmitir uma mensagem;
  • Cantar uma canção.

Referencia: http://www.desenvolvimentodobebe.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atividades Vogais: Maternal

Olá pessoal!!

Essas foram as atividades sobre vogais realizadas pela minha filha

Abraços e até a próxima

















Atividades da dona aranha - Maternal

Olá pessoal!!

Ontem no facebook eu publiquei algumas ideias para trabalhar a música da dona aranha.

Aproveitei para colocar algumas em prática e vim mostrar o resultado para vocês.

Como muitos já sabem, eu tenho uma filha de 3 anos e aproveitei para trabalharmos essa música.

O primeiro passo foi ouvir e cantar até o quanto ele demonstrasse interesse pela música.

Num segundo momento fizemos uma dona aranha.

Queria mostrar todas etapas desse trabalhinho para vocês, mas infelizmente a câmera descarregou.

1 copo pequeno serviu de molde para a cabeça


1 rolo de durex grande para fazer o corpo
As patinhas eu fiz com um molde desses, mas não estava tão torto assim.
Aqui o resultado.




Com essa figura nós trabalhamos a cor, contagem das patas, figura geométrica e algumas características importantes a respeito do animal. Fizemos dramatização e ela ficou tão empolgada que até dormiu com a bichinha.
Prosseguindo com as atividades, nessa etapa ela deveria desenhar as patinhas da aranha.
Utilizei o circulo preto …

O que é verão? - Atividades para o maternal

Olá pessoal!!

Quando o verão chega as aulas já acabaram então, que tal aproveitar os seus últimos dias para ensinar para as crianças sobre essa estação do ano tão linda?

OBJETIVOS:

*Identificar a estação do período atual; 
*Saber identificar o tipo de vestuário e alimentação adequado à estação verão;

DESENVOLVIMENTO

* Música: Nos dias quentes de verão - Cocoricó
Letra
Nos Dias Quentes De Verão

Nos dias quentes de verão, 
a gente vai no rio nadar, 
e nada e nada e nada 
e nada e nada e nada 
até cansar. 

O calor passa, 
mais dá uma fome 
hummm... 


Então nos dias quentes de verão, 
a gente vai lá no pomar, 
e cata laranja, 
cata abacaxi, 
e come e come e come e come 
e come e come e come e come 
até dizer 
enchi! 

A fome passa, 
mais dá um calor 
uuuuu... 

então a gente volta lá pro rio pra se 
refrescar! 



* Converse com as crianças sobre a importância de comer alimentos saudáveis, ingerir bastante líquidos e usar roupas leves no verão.


POEMA

Verão
Zilda Maria Vasconcellos


Bem na pontinha dos pés, sobre a erva do caminho…